Friday, January 30, 2009

PEDIDO DE DEMISSÃO


Venho, por este meio, apresentar oficialmente o meu pedido de demissão da categoria dos adultos.
Resolvi que quero voltar a ter as responsabilidades, as ideias e a inocência de uma criança. Quero voltar a acreditar que o mundo é justo, que todas as pessoas são honestas e boas. Quero acreditar que tudo é possível. Quero que as complexidades da vida passem despercebidas por mim, e quero ficar encantada com as pequenas maravilhas deste mundo. Quero de volta a vida simples e sem complicações.
Estou cansada de dias cheios de computadores que falham, montanhas de papelada, notícias deprimentes, contas a pagar, fofocas, doenças, e necessidade de atribuir um valor monetário a tudo o que existe.
Não quero mais, ter que inventar um jeito para fazer o dinheiro chegar até ao fim do mês. Não quero mais ser obrigada a dizer adeus a pessoas queridas e com elas, a uma parte da minha vida. Não quero mais amores impossíveis e proibidos, não correspondidos.
Quero voltar a ter a certeza de que Deus está no céu e, por isso, tudo caminha direitinho neste mundo.
Quero viajar ao redor do mundo num barquinho de papel, que vou navegar numa poça de água deixada pela chuva. Quero atirar pedrinhas à água e ter tempo para olhar os círculos que elas formam. Quero voltar a achar que as moedas de chocolate são melhores que as de verdade, porque podemos comê-las e ficar com a cara toda lambuzada.
Quero passar uma tarde de verão à sombra de uma árvore, construindo castelos-no-ar e dividindo-os com os amigos. Quero que as maiores competições, em que eu tenha que entrar, seja um jogo de berlinda, ou saltar à corda.
Quero voltar ao tempo em que tudo o que sabia era o nome das cores, a tabuada, as cantigas de roda, e isso não me incomodava nadinha, porque não tinha a menor ideia de quantas coisas eu ainda não sabia...Voltar ao tempo em que se é feliz, simplesmente porque se vive na bendita ignorância da existência de coisas que nos podem preocupar ou aborrecer.
Eu quero acreditar no poder dos sorrisos, dos abraços, dos agrados, do amor verdadeiro, da Verdade, da Justiça, da Paz, dos Sonhos, da Imaginação de coisas simples. E o que mais quero é estar convencida de que tudo isso vale muito mais que o dinheiro!
Por tudo isso, tomem as chaves do carro, a lista do supermercado, as receitas do médico, os cheques, os cartões de crédito, as identificações, as contas a pagar, a declaração de impostos, as passwords do meu computador e das contas do banco, e resolvam as coisas como quiserem.
A partir de hoje, tudo isso é com vocês, porque eu DEMITO-ME da vida de adulta.
Vou voltar a ser feliz, a ter sonhos de criança, a ver o mundo com olhos inocentes de quem acredita no Pai Natal e nas fadas, viver um sonho... que nunca perderei!

by Maria Clara Isoldi White

1 comment:

Rosi Braz said...

Suely, e quem não quer, voltar a ser que criança, mesmo que só por um dia? é o maior sonho de todas as pessoas do mundo, ricas ou pobres, de todas as religões e raças... Só que em alguns casos podemos conseguir, conseguimos sempre que alguém que amamos nos dão uma flor, sem motivo, quando um filho chama a palavra magica, mamãe, e nos sorri com os olhos... voltamos ser crianças todas as vezes que paramos de interpretar nossos papéis de adultos e andamos na chuva sem pressa, derramamos sorvete na blusa branca, conhecemos um lugar novo... Ser criança é ser feliz com o que se tem e se é, seja com 8 ou 80 anos...

bjos

Rosi Braz